top of page

Alguém feliz e alegre é portador da boa saúde.

Apesar de termos algum distúrbio orgânico ou funcional, quando estamos felizes e alegres a saúde de fato existe. Quem cultiva a paz, certamente, vive melhor do que aquele que encoraja a inquietação e a agressividade.



O bombardeio mental através de pensamentos negativos, doentios, perturba o equilíbrio fisiológico, impondo às células a perda da sua memória e resultam em doenças graves como as neoplasias. Ainda, as glândulas suprarrenais produzem hormônios como adrenalina e noradrenalina e liberam-nos na corrente sanguínea e desequilibram o sistema imunológico levando a contaminações e desestruturações.


O amor desempenha papel terapêutico importante, por garantir a produção de energias estabilizadoras e aminoácidos estimuladores em favor do equilíbrio psicofísico.

O amor brota espontâneo e deve ser preservado de influências externas que podem amargurá-lo. Quando verdadeiro, o amor não se corrompe.


O amor legítimo proporciona bem-estar, porque a sua manifestação é estimuladora e leva a superação das dificuldades comuns nos relacionamentos fraternos, sociais e no trabalho.


O amor deve ser sempre exercitado a fim de ser transferir do plano platônico em que se origina, para o de natureza sensorial no mundo físico, sendo mais do que somente a troca sexual.


O amor é inocente, ingênuo, confiante. Vemos na doçura da criança ao se expressar na sua forma mais natural e na idade avançada, quando as paixões grosseiras cedem lugar às expressões de ternura e compreensão das dificuldades existentes.


O conceito do amor é único em relação a Deus, à Natureza, a todos os seres e a tudo que existe. Não se fragmenta, nem é exclusivo a coisas e nem a pessoas. Ele se espalha em todas as direções, fortalecendo os enfrentamentos e suportando o desrespeito. Por efeito, o amor produz a saúde e a paz. Quem ama harmonizado, experimenta a paz e o sentimento de bem estar e de equilíbrio.


O que falar daquelas pessoas que mesmo sendo boas e dedicadas ao bem, amorosas e harmônicas, apresentam doenças graves? É fato que esta situação acontece e estas pessoas demonstram a fé sem contestação, tornam-se apóstolos do amor apesar da dor, nunca se apresentam em conflito, jamais reclamam, sempre estão em clima de paz, sorridentes e gentis.


O ser humano tem um compromisso inadiável com a sua evolução consciente, viajando dos estágios automatistas e primários em que se encontra até o momento em que alcança a autoconsciência plena.


A força do amor concebe a vida, dá-lhe alimento e a mantém fazendo parte da inteligência. Todas as criaturas amam coisas, pessoas e situações de maneira natural. Seu amor, entretanto, deve crescer de tal forma que passe amar também o Universo, vivendo um sentimento de unidade e, então, encontrará a permanência da saúde e da paz.


Ama- te, portanto, cura-te.


Texto adaptado do Livro: O Amor como Solução, Divaldo Franco.



Assinatura da Dra. Tatiane Crepaldi dos Anjos

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page